Vinte e oito milhões de pessoas no Brasil têm parentes dependentes de drogas. O alerta é da maior pesquisa já realizada no País. Foram entrevistadas 3.142 famílias de dependentes em tratamento em 23 capitais. O estudo foi coordenado pelo psiquiatra Ronaldo Laranjeira, titular da Universidade Federal de São Paulo.

Dependência de droga é doença crônica e com recaídas, definem a Organização Mundial da Saúde e o Ministério da Saúde, na Classificação Internacional das Doenças (CID): “ A dependência de álcool e de todas as substâncias psicoativas está na categoria transtornos mentais de comportamento, sendo considerada uma doença crônica e recidivante (o doente tem recaídas), caracterizada pela busca e consumo compulsivo de drogas”.

É epidemia com quatro causas no Brasil:

–banalização do uso de drogas, ignorando leis federais em vigor, a 11.343/2006 e o Estatuto da Criança e do Adolescente ;

-não há campanhas de prevenção nas escolas;

-na rede pública de saúde faltam vagas para tratar e internar dependentes;

-maioria das cidades tem cracolândias, território livre para venda e uso de drogas nas ruas.

É epidemia que põe em risco Família, Saúde, Educação e Segurança.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *